GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Dezembro 2014 GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Dezembro 2014

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Slash e Perla estariam se separando

Slash e família em Ibiza em 2012

Após 13 anos de casamento, Slash e Perla Hudson estariam se separando. As informações são do site "TMZ", que diz ter falado com fontes próximas ao casal.

Segundo o site, Perla viajou para o Havaí no fim de semana com os dois filhos, London (12 anos) e Cash (9 anos), e disse ao guitarrista que eles precisam resolver seus problemas, senão...

Não ficou claro quais são os problemas mas, segundo uma fonte "desta vez é diferente". Apesar de Perla dizer aos amigos que está se separando, ela ainda não entrou com um pedido legal de separação.

Perla é a manager de Slash e a responsável por todos os seus negócios. Os dois se conheceram em 1992 e se casaram em 2001. Em 2010, Slash pediu o divórcio alegando "diferenças irreconciliáveis" mas, dois meses depois cancelou o pedido, vindo em 2011, a renovar os votos de casamento com sua esposa, na ilha de Ibiza.

domingo, 28 de dezembro de 2014

Gilby Clarke abrirá shows de Slash no Brasil


O guitarrista Gilby Clarke será atração de abertura de alguns shows da tour do Slash no Brasil em março de 2015. O músico se apresentará nas cidades de Brasília (17/03), Curitiba (19/03), Porto Alegre (20/03) e São Paulo (22/03).

Confira aqui informações completa sobre a turnê de Slash pelo Brasil.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Guns N' Roses: foco de Bumblefoot é na carreira solo


O guitarrista do Guns N' Roses, Ron “Bumblefoot” Thal, disse que está se focando na carreira solo após passar oito anos tocando com Axl Rose.

Thal, que está finalizando seu próximo álbum solo, participou de uma coletiva de imprensa no dia 12 de dezembro, em Nova York, quando também liberou uma mostra do vindouro CD.

Falando com Jo Schüfan do Horns Up Rock!, nessa festa de audição, Thal falou sobre o futuro do Guns: “Estou focado no meu material.”

Ele adiciona: “Estou certo de que vai ser excitante, um ano interessante para todos – para o GUNS, para mim, para todos. Muita coisa já está em produção... para eles, para mim. Vamos ver o que acontece em 2015.”

Thal confirmou que vai passar a maior parte de seu tempo trabalhando na carreira solo, algo que não conseguiu fazer completamente quando era um membro do GNR: “Foi algo que fiz toda minha vida. Tentei fazer ambos, e foi realmente difícil. O tempo não é infinito e você não pode fazer duas coisas ao mesmo tempo. Não existem teletransportes ou um exército de clones. Não. Você só pode estar em um único lugar em um determinado momento, e isso meio que atrapalha as coisas, e você tem que começar a fazer escolhas.”

Ron também revelou que passou por uma cirurgia em janeiro para remover um tumor maligno e agora está livre do câncer. “Foi algo rápido”, disse. “Eu quero dizer, eu não gosto de comparar com algo que as pessoas tiveram e lutaram. Tive sorte. Ele não se espalhou, não piorou, eles cortaram fora e foi isso. Mas sim, merda acontece.”




Fonte: whiplash.net

sábado, 6 de dezembro de 2014

Rapidfire: guitarrista fala do tempo de Axl Rose na banda


Em entrevista ao site maxim.com, Kevin Lawrence, guitarrista e fundador do Rapidfire, falou do tempo em que Axl Rose fez parte da banda, na época ainda conhecido como Bill Bailey.

O guitarrista revelou que não permaneceu por muito tempo na indústria musical e passou a se dedicar a sites pornográficos: "Eu me dei até 25 anos para 'fazer isso'. Quando fiz 25, eu meio que desisti da minha própria banda."

Kevin Lawrence
Recentemente Lawrence lançou, em formato digital, o EP “Ready to Rumble" no iTunes e Amazon. Contendo as primeiras gravações de Axl em estúdio, com apenas 21 anos de idade. Ele se recorda que Axl queria ganhar dinheiro para comprar um par de botas de cowboy. "Sentávamos no telhado para tomar uma cerveja e fumar um cigarro, em Westwood. Ele disse: 'quando eu conseguir, vou comprar um par de botas de pele de cobra. Isso é tudo que me importa', Eu nunca vou esquecer isso."

Como você conheceu Axl?
Sempre íamos no Troubadour e Gazzarri’s e o conheci. Costumávamos nos ver em torno do clube e começamos a conversar. Eu era o vocalista [do Rapidfire] antes do Axl, e eu não queria cantar só queria tocar guitarra. Éramos um trio, eu tocava guitarra e cantava, e sempre odiei cantar. Axl disse que era cantor, e minha primeira pergunta foi, "Você tem P.A.?" Ele disse que sim, e eu disse "Vamos fazer uma audição." O seu P.A. nunca saiu do nosso estúdio até ele sair da banda.

Ele ainda era então Bill Bailey. Ele nunca disse nada a você que estava pensando em mudar o nome para Axl?
Num certo momento, durante seu [tempo] na nossa banda, ele perguntou se poderíamos mudar o nome da banda para A-X-L. Ele não disse: "Axl", disse ele ‘A-X-L’. Eu disse, 'Axl?' O que significa isso?' Ele disse, 'É só uma palavra'. Eu disse, 'Oh, vou pensar sobre isso'.

Como ele era como um  frontman?
Eu estava com ele em sua primeira vez no palco. Ele não era o que ele é hoje, agora que ele tem guarda-costas e confiança. Ele estava nervoso ao subir no palco, e ele foi um pouco duro no começo, mas ele se soltou eventualmente.

Quando foi seu último show com Axl?
Ele se apresentou até no nosso show do dia 28 de maio (gravamos no dia 25 de maio), e ele chegou em cima da hora para o show com sua jaqueta branca tingida de rosa, e seu cabelo todo arrepiado com spray, como em 'Welcome To The Jungle'. A banda toda meio que olhou para ele e disse, 'Que porra é essa ?!" Me lembrei do Chuck Gordon [Rapidfire baterista] dizendo, 'Você não vai subir no palco assim!' Eu disse, 'Deixo-o em paz'. E disse ao Axl "Vamos fazer este show e depois veremos como fica, mas isto não é a visão que temos para esta banda."

Quando soube que Axl ia deixar a banda?
Não sabia até aquele show. Depois do show nós dois conversamos e Izzy estava lá. Na época eu não sabia do Slash, mas já me disseram que ele estava lá também. E Axl entrou no camarim e ele e eu conversamos e dissemos: "Talvez devêssemos separar". Não sei se eu ou ele disse isso - provavelmente ele. Ele queria tocar com Izzy porque eles saíram de Indiana. Desejamos boa sorte um ao outro, e ele me convidou para o primeiro show de Rose - antes mesmo de Hollywood Rose, eles se chamavam Rose - e eu fui. Era eu, o nosso baterista Chuck, e duas garçonetes em todo o Troubadour.

Como foi quando o Guns N' Roses estourou? Foi um choque?
Não pensei que ficariam tão grandes e tão rápido quanto ficaram. Estou feliz por ele; Ele é um cara talentoso. Mas as pessoas sempre me perguntam, "Como é o Axl?" E cansei de responder. Minha resposta para isso passou a ser. "Não conheço Axl Rose. Conheço Bill Bailey."

Por que esperar tanto tempo para lançar o EP, Qual foi o maior obstáculo em liberá-lo?
Com o álbum do Hollywood Rose, dizendo ser as primeiras gravações de Axl Rose, eu fiquei um pouco chateado. Pensei, 'Isso não é verdade, isso é mentira. Estas são as gravações originais'. E então percorri o país em busca de alguém que tivesse uma velha máquina de gravador de rolo de oito pistas que pudesse passar as músicas para um computador e digitalizá-las para mim, e isso me levou a todos os lugares. Finalmente encontrei Jack Endino, que foi o primeiro produtor do Nirvana, e ele me encaminhou para um outro cara que tinha todo o equipamento. Enviei as fitas para ele, ele as digitalizou e as mandou de volta. Fiz um pequeno website, apenas uma página com uma foto, e lançei. E então, de repente, vieram as cartas advogado.

Rapidfire 1983
Você acha que Axl se importa com o lançamento do EP, ou você acha que foi só uma coisa de advogado?
Meu advogado acha que é coisa de advogado. Ele disse, "Todos vocês se separaram em termos completamente amigáveis. A última vez que se viram tiveram uma boa conversa. Não acho que ele se importaria". Mas seus advogados com certeza se importaram, e estavam me enviando algumas das cartas mais sórdidas e ameaçadoras: "Você deve enviar os direitos de propriedade e as gravações originais de Axl ou" -eu morava no Canadá- "Vamos com a RCMP (Real Polícia Montada do Canadá) apreendê-las em sua casa". O advogado canadense me disse que eu estava mantendo a propriedade de Axl Rose e eles queriam uma lista de todas as pessoas que têm cópias do mesmo. Foi simplesmente ridículo. Meu irmão Joshua, que era meu advogado, apenas riu e simplesmente respondeu as cartas os pegando em todos os seus erros. "Ei, sério? Aqui está o registro de direitos autorais e números de série que mostra que Kevin é o dono de tudo". Outro advogado iria atrás de mim, depois outro. Eles estavam tentando me assustar, só que não me assusto facilmente.

O que você fez depois que saiu da música?
No final dos anos noventa, eu entrei no negócio de Internet. Eu criei uma empresa de pornografia, que foi extremamente positivo, e mudei para o Canadá com minha esposa e três cães. Foi muito bom. Era muito dinheiro mesmo. Mas, com o boom da Internet veio a falência: todos nós perdemos nossas vidas, nossas casas e nossas esposas. O dinheiro acaba, acaba o amor.

Em 2013, no 30º aniversário de gravação do EP, (meu irmão) Joshua me mandou um pequeno e-mail que dizia 'Feliz aniversário'. E eu tipo, 'Não é meu aniversário...' Era um link para um trecho de "Ready To Rumble" e tinha bastante visualizações. Os advogados de Axl entraram com um recurso por violação de direitos autorais, e você não pode fazer isso a menos que seja o autor. Tudo o que tínhamos que fazer era responder ao YouTube com as informações de direitos autorais, que é toda minha.

Em seguida, Josh se matou e perdi a cabeça. Eu disse, 'Por cima do meu cadáver este álbum não vai sair em 2014, independentemente das consequências'. Mixamos, tinha remasterizado, havia uma pequena arte feita para a capa e lançamos. Eu não ouvi uma palavra. Eles sabem que não tem nenhum problema. Josh foi muito claro em suas cartas que eles não têm voz na minha música, só porque algum desconhecido chamado Bill Bailey estava nisso e agora ele é uma estrela.

Quando foi a última vez que viu o Axl?
Foi em meados dos anos 90. Não sei em qual álbum eles estavam, mas tenho certeza de que ainda era na época de quando Slash estava na banda, e eram o original. Nos encontramos na Third Street, em Santa Monica, e começamos a conversar. Estávamos em uma loja de sapatos. Ele disse, 'Vamos conversar lá fora', porque as pessoas na loja perguntavam, ' É o Axl? É o Axl?' Então fomos para fora e conversamos por algum tempo, e ele realmente me perguntou:"Você tem uma cópia daquela demo? Eu nunca tive uma cópia". Eu disse: "Me dá um número de telefone e um endereço, e você receberá". Ele me deu um número de telefone, liguei e ele nunca me ligou de volta então ele nunca recebeu. Se ele ouviu isso, ele ouviu desde que foi lançado.

Parece velho, falando de seu tempo com Axl?
É meio antigo agora, mas desde o lançamento do álbum meio que revigorou minha vontade de realmente lançá-lo. Especialmente porque vem recebendo excelentes comentários e as pessoas querem CD's e vinil, que vamos executar no início do ano.

Eu não vivo com esse anseio, ou me torturo, porque não consegui com Axl. [Ele] tinha uma nova banda e ele seguiu, que é o que ele sempre quis. Ele é o chefe. Slash é um fantástico guitarrista, então isso não me perturbou...  Teria sido legal se ele tivesse dito, "Ei, eu tenho essa nova banda. Você quer tocar guitarra rítmica?" Mas Izzy estava fazendo isso. Quer saber, tanto faz.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Axl Rose desmente boatos sobre sua morte


Axl Rose foi novamente alvo de boatos na internet. Os rumores diziam que o vocalista e líder do Guns N' Roses teria sido encontrado morto, na terça-feira à tarde, em sua casa em West Hollywood, aos 52 anos de idade.