GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Junho 2015 GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Junho 2015

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Ozzy forma supergrupo com Slash e Tom Morello


Com as colaborações de seu colega no Black Sabbath, o baixista Geezer Butler, e dos guitarristas Slash e Tom Morello (Rage Against the Machine), Ozzy Osbourne formou um verdadeiro supergrupo de rock para se apresentar no festival Voodoo Music Experience, em Nova Orleans, nos EUA. O show acontecerá em 31 de outubro, o Dia das Bruxas.

O festival marcará, por enquanto, a única apresentação do supergrupo de Ozzy na América do Norte, mas é esperado que a banda volte a se apresentar nos próximos meses. Ainda não se falou nada sobre quem será o baterista.

Voodoo Experience deste ano, que acontece entre 30 de outubro e 1º de novembro, terá ainda Florence and the Machine, Zac Brown Band, deadmau5, Modest Mouse, Chance the Rapper, Giorgio Moroder, Santigold, Jane's Addiction, Girl Talk, Joey Bada$$, The Joy Formidable, Hundred Waters e Frank Turner.

Fonte: musica.uol.com.br

terça-feira, 16 de junho de 2015

Biografia de Steven Adler chega às livrarias brasileiras


Chega às livrarias brasileiras no início do mês de julho o livro "Meu Apetite Por Destruição: Sexo, Drogas e Guns N' Roses", biografia de Steven Adler, baterista da formação clássica do Guns N' Roses.

Escrita pelo próprio com ajuda do escritor Lawrence J. Spagnola, a obra traz 304 páginas nas quais o músico conta sobre seus tempos no Guns N' Roses, banda que integrou entre 1985 a 1990, e os 20 anos durante os quais o baterista lutou contra o vício em heroína e crack.

O lançamento de "Meu Apetite Por Destruição: Sexo, Drogas e Guns N' Roses" é da Ideal Edições. O preço sugerido para a biografia é de R$ 44,90.


Fonte: territoriodamusica.com

Steven Adler fala sobre reunião, sobriedade e mais


Entrevistado pelo The Set Trap, o baterista Steven Adler, abordou inúmeros assuntos, dentre eles, o motivo pelo qual ainda anseia uma reunião da formação clássica do Guns N' Roses.

Sobre sua depressão:
"Eu nunca tive problemas com depressão na vida, até ser expulso do Guns N' Roses. Tive que processá-los. E isso foi deprimente. Mas no último ano, a sobriedade fez com que eu mantivesse esta pressão psicológica longe de mim. É impressionante. Eu pensei que iria morrer."

Sobre a sobriedade:
"Desta vez, estou fazendo tudo passo à passo. Eu tenho um patrocinador que está cuidando disto, e apenas faço o que me falam pra fazer. Ou seja, calar a minha boca e 'abrir' os meus ouvidos."

Sobre o que descobriu sobre si mesmo após a sobriedade:
"Eu descobri que tenho muito amor pra dar. Eu tenho tanta alegria dentro de mim, tantos sorrisos para dar, e palavras de amor para externar. Mas acima disto, eu ainda tenho música para oferecer. Descobri que não sou um perdedor, não sou um tristonho solitário. Eu tenho amigos maravilhosos, e sou uma grande pessoa hoje, uma pessoa com muito amor por tudo. Eu nunca dei tantas risadas na minha vida como no ano passado."

Sobre aquilo pelo qual é mais grato:
"Sou grato por estar vivo, e por ver meus companheiros de Guns vivos também. E principalmente, sou grato por ter me tornado amigo do Slash de novo. Isto significa muito para mim."

Sobre como ele reparou o seu relacionamento com Slash:
"Tive que provar a mim mesmo que estava sóbrio. E, basicamente, se você não mostrar às pessoas que se preocupam com você, que está fazendo algum tipo de esforço para mudar, elas não perderão tempo com você. E Slash reconheceu este esforço em mim. Ele ouviu pessoas próximas à mim. E estou contente por sermos amigos de novo. E se nós nunca viermos a ter uma reunião da formação clássica do Guns N' Roses - eu ficaria animado com uma reunião - espero apenas que, pelo menos, possamos não nos odiar. O tempo cura todas as feridas. Já fazem 25 anos. Não, fazem 27. Merda, vamos fazer isto, vamos fazer alguma coisa pelo povo."

Sobre o motivo pelo qual a reunião não aconteceu:
"O motivo se chama Axl Rose. Ele têm um enorme rancor pelo Slash, gostaria apenas que ele largasse isto e seguisse em frente. Porque o Slash é uma pessoa maravilhosa e Axl também é uma pessoa maravilhosa. Ambos são talentosos, e juntos eles seriam tão grandes."


Fonte: whiplash

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Mike Patton defecou em suco de Axl Rose


Durante a turnê do Faith No More com o Guns N’ Roses em 1991, Mike Patton teria defecado no suco de laranja de Axl Rose. Foi o que revelou o escritor Jon Holmes em seu livro "Rock Star Babylon: Outrageous Rumors, Legends, and Raucous True Tales of Rock and Roll Icons".

“Mike Patton certa vez urinou em cima de todas as anotações de palco de Rose enquanto o Guns N’ Roses estava no palco e Axl as estava usando para cantar ‘Sweet Child O’ Mine’. Ele também defecou em uma caixa de suco de laranja, lacrou-a de novo, e a colocou de volta na máquina particular de venda de sucos de Axl Rose. ” […]

Também durante a turnê, Patton ‘Defecou, fez uma bola e a colocou dentro de um secador de cabelos, de modo que a próxima pessoa a usá-lo levaria um jato de bosta quente na cara”, Patton admitiu o feito em uma entrevista para a revista Kerrang! Em 1991.

Fonte: whiplash.net