Bumblefoot: "Sei que não é fácil ser fã do Guns N' Roses" | GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Bumblefoot: "Sei que não é fácil ser fã do Guns N' Roses"

domingo, 4 de maio de 2014

Bumblefoot: "Sei que não é fácil ser fã do Guns N' Roses"


O guitarrista do Guns N' Roses, Ron "Bumblefoot" Thal, concedeu uma entrevista via Skype ao site EP365, onde respondeu perguntas feitas por fãs e falou sobre o seu próximo disco solo e seu status no Guns N' Roses. Confira algumas partes do papo:

EP365 - Sobre como vai soar seu novo disco:
"Eu ainda não tenho certeza, tudo ainda está na minha cabeça e soa meio pop e melódico, meio bonito. Mas até você gravar e ver o que os músicos trazem pras músicas é difícil de dizer, pois você pode levar a música pra qualquer direção, veremos quais sentimentos são representados quando tudo estiver gravado e é aí que vamos saber qual é o estilo, como se você tivesse o corpo e vai vendo como vesti-lo."

EP365 - Músicas do GNR que gostaria de tocar ao vivo mas, por algum motivo, ainda não tocou:
"Que ainda não tocamos? Hum... tem muitas músicas que os fãs pedem como "Coma", músicas não lançadas, "Riad" e tocar coisas do Chinese com mais frequência... eu faria qualquer coisa que as pessoas queiram ouvir. "Perfect Crime" é uma que gostaria de tocar, é uma música energética, nós a ensaiamos e acho que o público teria gostado."

EP365 - Você está no GNR desde 2006, qual ano foi o seu favorito?
"Hum...ainda estou esperando pelo meu ano favorito. (Risos) Desculpe! Essa é difícil, cada ano teve algo de especial, eu acho que ter tocado no Japão em 2007 pela primeira vez foi muito legal, e Austrália...México...2012, quando fizemos a primeira residência em Vegas foi legal, e também tocamos na Índia. Sempre tem um momento especial em cada turnê, fomos pra Moscou pela primeira vez com a banda, eu já tinha ido em 2004 e 2005. Eu podia passar por cada show e falar "Isso foi legal, fizemos isso, e isso foi divertido..." tem muita coisa."

EP365 - GNR está perto de fazer 30 anos e você está na banda há 8...
"Nós começamos a conversar há 10 anos atrás, em Julho de 2004 começamos a fazer planos mas isso só foi finalizado em Maio de 2006, então meu aniversário de 8 anos será, basicamente, no próximo show - 12 de Maio foi meu primeiro show em 2006 e em 13 de Maio agora tocaremos em Bethlehem, Pensilvânia."

EP365 - Haverá alguma participação especial em seu próximo álbum?
"Eu não sei, agora não tenho nada planejado, mas talvez, veremos como tudo vai ficar depois de gravado mas no momento não há nada planejado, mas eu não ligo de ter participações."

EP365 - Você se sente amado/apoiado dentro do Guns N' Roses?
"Se eu me sinto apoiado? Como tudo na vida, sim e não. Sim pelas pessoas que me apoiam e não pelas pessoas que falam mal de mim, mas isso é a vida, é normal. Uma vez que você aparece no radar elas vão se posicionar, mas isso não é algo que me define ou mude quem eu sou, eu sou apenas eu fazendo o que eu faço e se as pessoas gostam, ótimo, se não gostam, desculpe."

EP365 - Você sempre lidou com isso bem educadamente...
"Nem sempre!" (risos)

EP365 - Quando seu próximo disco vai sair?
"Meu próximo disco solo, espero que até o final do ano, preciso terminar de escrever tudo, gravar, bolar um plano de lançamento pra que as pessoas possam ter o disco da melhor forma possível e trazê-las pra dentro do processo e não ser algo como "Hey, aqui está o disco, aproveite!", quero fazer algo mais interativo que inclua os ouvintes, então preciso pensar nisso também e então cair na estrada e tocar pra quantas pessoas e em quantos lugares possíveis por quanto tempo eu puder. Então acho que até o final do ano isso já deve estar pronto, espero que antes mas é preciso ser realista, a vida tende a ficar no caminho, mas acho que pro final do ano."

EP365 - Eu ouvi que você era professor em uma Universidade junto com Satriani, você ainda dá aulas?
"Não sei sobre o Satriani, mas sim, eu era professor, Profº Bumblefoot na faculdade Suny Purchase, no estado de Nova York... isso começou há uns 12 anos atrás, dando aulas de produção musical e coisas relacionadas à música..."

EP365 - Do jeito que você falou parecia algo de Hogwarts...
(Risos)"É, por aí...mas eu era um professor meio ridículo, eu chegava vestido assim e um dia meu chefe disse "Sabe, as roupas que você está vestindo...as pessoas não conseguem dizer que você está dando aulas, você parece um dos alunos, poderia se vestir um pouco melhor?", então pelo resto do ano eu fui vestindo um Smoking, só que as vezes sem a calça. Eu ia com o smoking mas só com boxers."

EP365 - Você tem planos pra depois da residência em Vegas?
"Sim, tem uma turnê chamada "The Guitar Gods", nos EUA, vai rolar de metade de Junho a metade de Julho, começaremos no nordeste, iremos pro noroeste e de lá vamos descendo e devemos terminar na Flórida. Temos 30 datas, mas ainda não fechamos todas, apenas 14, espero confirmar logo as outras. Seremos eu, Uli Jon Roth, Gary Howey e Yngwie. Tenho uma lista com os shows em Bumblefoot.com. Ficaremos espremidos em um tour bus e espero escrever umas músicas lá."

EP365 - Você é um cara muito original em cada álbum que faz, mas o próximo disco vai ser parecido com qual?
"Eu não sei...eu nunca sei até que esteja gravado. É como se você tivesse um quadro em branco e você começa a jogar tinta nele, depois você se afasta e vê com o que se parece. Mas deve ser parecido com meus últimos trabalhos, mas uma coisa que percebi é que está mais melódico, isso é algo que percebi do que está surgindo, o que eu não quero reprimir o que está surgindo, o que for é o que será, parece ser mais melódico mas pode acabar ficando mais pesado, isso só vou saber quando gravá-lo. Mas até agora, em termos de músicas... está bonitinho."

EP365 - Quem fez você ser quem você é hoje?
"Bem, isso começou com meu pai e minha mãe! Mas pro bem e pro mau, é tudo mundo. É uma questão do seu ambiente, como você reage a ele, como aprende com tudo, acho que todo mundo me fez ser quem eu sou hoje. Eu sou o produto de todos vocês, vocês deveriam ter vergonha."

EP365 - Essa pergunta eu sabia que iria aparecer, pois eles estão sentados esperando desde o Chinese Democracy em 2008... é verdade que o Guns N' Roses vai lançar um novo álbum?
"Se é verdade? Hum... deixe eu olhar minha bola de cristal...hum...eu não tenho a resposta. Você está perguntando ao cara errado. Eu não sou responsável por nada disso, se você me perguntar se meu disco vai sair, minha resposta é 'definitivamente sim, a não ser que eu caia morto, ele vai sair', embora ele não esteja sequer escrito ainda, eu posso te garantir que vou lançar vários álbuns e estou fazendo um agora mesmo, quanto ao Guns N' Roses...você está perguntando ao cara errado."

EP365 - A próxima pergunta meio que toca nesse assunto... W. Axl Rose está perguntando...
"Esse é o cara pra quem você deve perguntar!" (risos)

EP365 - É um Axl Rose diferente... Você frequentemente diz que não é seu papel comentar sobre os negócios do GNR e seus planos. Você consegue ver como é frustrante pros fãs do GNR quando o guitarrista principal da banda diz essas coisas? E ele quer saber quais músicas do Use Your Illusion que você gostaria de tocar ao vivo com o GNR que ainda não tocaram.
"Na verdade eu gostaria de tocar todas as músicas, adoraria se tocássemos cada música possível conforme o público fosse pedindo. Eu mencionei 'Coma' antes, finalmente tocamos 'Estranged' nos últimos anos, o que é legal pois é uma das favoritas dos fãs, o que mais...deixa eu fazer uma lista de músicas agora que eu gostaria de tocar mas que não tocaremos. Sobre ser frustrante quando o guitarrista diz que não pode falar sobre coisas da banda...você sabe como é frustrante ser o guitarrista da banda e não poder ter nada pra falar para os fãs? É frustrante pra caralho. Sendo honesto com você. Mas a coisa é assim e você sabe como é, como fã você sabe como as coisas são, todos sabemos, não é uma surpresa. Nós fizemos Civil War...14 Years...começamos a tocar Don't Cry...bem, a próxima que eu gostaria de tocar e que não tocaremos é 'Yesterdays'. Eu já devo ter dedilhado ela em minhas clínicas, mas essa é uma que eu gostaria de tocar."

EP365 - O que a Argentina significa pra você e quando poderemos tê-lo em nosso país?
"É, eu estive aí há pouco tempo. Argentina é um dos lugares que tem os fãs mais intensos, absolutamente, definitivamente a América do Sul em geral, as pessoas mostram muito seu entusiasmo. Eu tenho uma música que estará no meu próximo álbum que se chama 'Argentina', ela é meio inspirada num tango."

EP365 - Você se sente confortável no Guns N' Roses?
"Hum, geralmente. As vezes não. Mas geralmente sim. Mas as pessoas querem saber quando eu não me sinto confortável...essa é uma pergunta pesada..."

EP365 - Sim, do tipo 'ferrado se responder, ferrado se não responder.'
"Isso é uma questão de como eu me sinto quanto a mim mesmo. As vezes em que você não se sente a vontade fazendo o que faz, isso é normal, todos passam por isso, músicos ou não. Mas as vezes em que estou no palco e penso 'Eu não deveria estar fazendo isso, esse não sou eu, eu sou uma fraude, um falso, estou mentindo para o público, estou mentindo para mim' mas aí você diz 'cala a boca, voz interior, pare de falar comigo, deixe eu fazer meu show aqui'..."

EP365 - Mas isso é uma coisa que todo artista passa em algum momento de sua carreira, em que você tem dúvidas quando está no olhar do público, na frente de todas aquelas pessoas todo mundo teria esse sentimento.
"Se você pensar, você está ferrado. Sim. Não pense. Você tem que lembrar do motivo de estar lá. Eu adoro fazer música, adoro tocar guitarra e as outras coisas que ficam no caminho você não pode deixar que fiquem entre você e aquela guitarra com que está trabalhando, tem que manter o foco no porquê você fez o que fez a vida toda e porquê ainda curte isso."

EP365 - Por quanto tempo você se vê fazendo isso? Você se vê como o Keith Richards faz...
"Tem vezes em que penso 'Sabe, tem tanta coisa que dá errado em turnês, tantos incêndios pra apagar, tantos problemas, talvez eu deveria apenas lançar músicas, ou só fazer coisas internas, produzir outras pessoas', isso é mais com as turnês, não tem nada a ver com o desgaste físico de viajar e fazer tudo sem dormir...mas sempre dá algo errado, são tantas pecinhas de uma máquina que fazem uma turnê acontecer que são tantas coisinhas que podem dar errado, então é duro... turnê, fazer isso acontecer pode ser muito desafiador e as vezes você se pergunta se vale a pena e se tem outras coisas que pode fazer. Eu não preciso fazer turnês, posso fazer um milhão de outras coisas, posso dar aulas, posso fazer música pra filmes, o que eu adoro fazer - na verdade há um milhão de outras coisas que eu adoro fazer - e eu tento dividir meu tempo pra fazer o máximo dessas coisas o possível."

**Ao final da entrevista, ao perguntar se gostaria de dizer algo para seus fãs, Ron pede pra que o entrevistador faça alguma pergunta mais difícil, especialmente para os fãs do GN'R. O entrevistador acabou desviando desse alvo, mas Ron entrou num discurso muito interessante:

"Os fãs do GN'R que estão comigo nos altos e baixos há 8 anos e eu sei como muitos deles ficam frustrados, pois eu sei o que eles querem: eles querem músicas novas, mais interação, querem saber o que está acontecendo, querem ser incluídos - e deveriam ser incluídos - querem mudanças no setlist, alguns querem que eu dê o fora, que um dos predecessores retorne...tem um milhão de coisas que eles querem. E eu sei que não é fácil ser fã do GNR, mas acho que não é fácil ser um grande fã que investe muito emocionalmente de qualquer banda, pois você se importa muito, e você quer muito, e você quer que sejam não apenas o que é o melhor pra você mas o que é o melhor pra própria banda. Você quer ver aquela banda bem-sucedida, quer vê-la se desenvolver, crescer, quer vê-la sendo tudo que poderia ser...e deveria ser."

EP365 - O Guns N' Roses está aí há muito tempo e vocês já tiveram muitas situações controversas, que várias bandas já passaram, como os Stones ou Fleetwood Mac e outras grandes bandas. Não é nada que seja único do GNR, vocês têm uns fãs bem fiéis por aí...
"Os mais fiéis. Deus os abençoe. Vocês são malucos! Meu Deus!"

EP365 - E logo no primeiro ano que o Guns N' Roses foi elegível pro Rock and Roll Hall of Fame ele foi eleito! E até isso teve suas controversas...
"Mas sabe, se você olhar pra isso...eu sei que muitos fãs podem ficar frustrados com como as coisas são agora, mas eles também precisam olhar pra trás e ver que essa é uma forma que a banda seguiu por toda sua vida, todas as mudanças e nada agora tira algo do que a banda alcançou antes, e isso é algo que deve ser apreciado, seja lá o que for. Seja lá qual você ache ter sido o maior momento, nada vai mudar, vai continuar sendo o maior momento, curta a coisa toda. Olhe pra isso como um todo e diga 'Nossa, que grandes viagens essa banda teve'..."

EP365 - E mesmo que acabe amanhã...
"É. Se terminasse amanhã você poderia olhar pra trás e falar 'Uau, essa foi a viagem mais incrível'"




Fonte: perfectcrimegnr

Nenhum comentário:

Postar um comentário