A solução insana de Axl Rose para exterminar mariposas | GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: A solução insana de Axl Rose para exterminar mariposas

domingo, 4 de maio de 2014

A solução insana de Axl Rose para exterminar mariposas


Durante uma pausa do Guns N' Roses na longa turnê do "Use Your Illusion", o vocalista Axl Rose estava em sua casa em Malibu com seus dois assistentes quando uma mariposa entrou em sua casa.

Os assistentes tentaram espantá-la, mas ela se recusava a sair, pousando no lustre da sala de jantar de Rose.

Cheio disso, Rose disse ao seu primeiro assistente, Craig Duswalt — a vida de Rose estava ocupada demais ao ponto de seu assistente precisar ter seu próprio assistente - para que ele "ficasse de olho nela". Rose correu pro andar de cima e retornou com "uma arma longa...um rifle talvez, ou mesmo uma espingarda."

Rose pediu a Duswalt que lhe trouxesse uma cadeira e "se posicionou abaixo dela, deitado de costas." Quando ele disse para Duswalt "fazer a mariposa ir para o canto" para que Rose não atirasse na luz.

Duswalt subiu em uma cadeira e espantou a mariposa. Ele disse que ele provavelmente poderia ter acertado nela com uma mata-moscas, mas Rose apenas riu, dizendo, "isso não vai rolar".

Blam!

Exterminação, do jeito de Axl Rose.

O novo livro de memórias “Welcome To My Jungle” conta com muitas histórias de Duswalt de 1991-1993, quando o Guns N’ Roses era a maior banda no planeta e Axl Rose era o rock star mais adorado do mundo.

Uma das principais responsabilidades de Duswalt era garantir que Rose chegasse aos shows da banda. Isso nunca foi fácil, pois Rose era famoso por se atrasar horas para os próprios shows, e as vezes desistir deles no último minuto se se alguma coisinha o irritasse.

Logo antes de um show em Buenos Aires para 80 mil pessoas, Rose estava atrasado - e a banda estava no estádio - quando ele pediu a Dustwalt que pedisse serviço de quarto para ele.
Especificamente, ele pediu por chili e queijo.

Duswalt surtou quietamente. Rose precisava partir em questão de minutos, e chili e queijo não era um item do menu do serviço de quarto. Duswalt estava ciente de que se Rose não recebesse seu pedido exato, ele poderia desistir do show.

Duswalt ligou para o serviço de quarto e, apesar da barreira da língua, passou vários minutos tentando descrever o que era "chili e queijo" ao cara no telefone. O pedido levou mais de uma hora para chegar, com o road manager batendo freneticamente no ombro de Duswalt se perguntando aonde estaria Rose.

Finalmente, a refeição chegou. O garçom trouxe para dentro, com muita cerimônia retirou a cobertura, e apresentou a Duswalt"um bloco de queijo cheddar cercado de seis pimentas vermelhas."
Aterrorizado pelos desdobramentos, Duswalt pegou os pratos e os copos - incluindo o pedido errado - e os jogou contra a parede, "esmagando tudo em mil pedaços."

Rose saiu correndo de seu quarto e perguntou, "o que diabos foi isso?" Duswalt explicou que o garçom errou no pedido e disse que ele ficou tão enfurecido pelo erro que ele "jogou os pratos nele por repugnância."

O cantor, distraído do erro por uma explicação com que ele podia se identificar, esqueceu do jantar e partiu para o show.

Guns N’ Roses era uma das maiores bandas de todos os tempos, e Rose rapidamente se acostumou com o dinheiro e privilégios que vinham juntos com isso.

Enquanto estavam na França para um show, Rose comprou para sua então namorada, a supermodel Stephanie Seymour, que estava em Nova York, um elefante de pelúcia como presente de aniversário. Rose mandou um membro da equipe agendar um voo para o elefante de pelúcia em um Concorde - num custo estimado de $10,000.

O poder de Rose era tal que ele nem precisava falar para conseguir o que queria.

Por um tempo, ele ficou empolgado com fotografias, carregando uma câmera para todos os lados. Seguindo um show, sua limusine parou na área do backstage - milhares de fãs clamando por uma olhadinha lá dentro - quando Rose viu uma fã especialmente atraente e a convidou para seu hotel.

A garota pulou dentro da limusine, "depois de um momento de silêncio constrangedor", Rose começou, silenciosamente, a fotografar a garota.

Ela sorriu para a câmera, a princípio inocentemente, então progressivamente de maneira sexy e retirou toda a sua roupa até ficar nua. Rose não disse uma só palavra. Ele apenas ficava clicando o obturador, apesar do fato das câmeras naquela época só suportarem 36 fotos no máximo. Duswalt estima que Rose clicou o obturador umas 300 vezes.

Nudez pública era um tema comum com o Guns N’ Roses.

Enquanto estavam na estrada, membros da equipe eram instruídos a manterem seus walkie-talkies ligados 24h, caso algum membro da banda precisasse de algo.

Em uma noite na Venezuela, Duswalt estava com sua namorada - eles estavam tendo problemas devido ao medo dela quanto ao seu estilo de vida maluco do rock and roll na estrada - quando o fez um barulho às 2 da manhã.

“Eu pensei que provavelmente fosse Duff querendo que alguém lhe arrumasse uma bebida pois a Vodca teria acabado," ele escreve. Mas ao contrário, e para o desânimo dele e de sua namorada, eles ouviram uma voz de um homem falando, "Cavalheiros, as moças estão aqui. Que os jogos comecem."

Ele pulou para desligar o walkie-talkie, mas sua agora muito irritada namorada mandou que deixasse ligado.

O próximo som que ouviram foi de risadas, vindas do corredor, no que parecia uma correria. Duswalt abriu a porta e viu "cerca de 50 mulheres nuas do lado de fora da minha porta, andando pelo corredor." No dia seguinte ele soube que "o promotor achou que seria muito legal e impressionante esvaziar um puteiro e trazer todas as meninas ao hotel em um ônibus...nuas."

Nudez parecia ser um tema do estilo de vida do Guns N’ Roses.

Em Buenos Aires, Rose ofereceu algumas centenas de dólares a qualquer membro da equipe "que corresse pelado pelas ruas em frente ao nosso hotel" - onde centenas de fãs estavam acampados, esperando por uma olhadela em seus ídolos - e então "apetasse a mão de um policial Argentino."

O fotógrafo da turnê Gene Kirkland negociou uma taxa de $1,000, então aceitou a oferta.

Após retornar ao seu quarto para se preparar, Kirkland apareceu no saguão vestindo nada além de "uma toalha de banho branca e uma gravata." Rose lhe deu o dinheiro, então apontou a um policial parado do outro lado da rua - "o com mais cara de mau," escreve Duswalt - como aquele que Kirkland deveria abordar.

Com a banda, equipe e centenas de fãs assistindo, Kirkland "arrancou sua toalha e correu nú pelo estacionamento do hotel até chegar ao policial pré-selecionado. Ele o abordou, sorrindo o tempo inteiro, estendeu sua mão e esperou pelo cumprimento...por incrível que parece, o policial estendeu sua mão e cumprimentou Gene."

Segundos depois, porém, dois policiais agarraram os braços de Kirkland, o prensaram contra uma parede e começaram a revistá-lo - o que foi estranho, já que ele estava pelado. Alguns segundos depois, os policiais não conseguiram conter suas risadas. Foi tudo armado, e Rose estava por trás disso - alguém da equipa lhes pagou para que os policiais participassem da brincadeira.

O Guns N’ Roses implodiu em 1993, assim como o emprego de Duswalt. Ele entrou no ramo da publicidade e agora é um palestrante motivacional. Ele relembra com carinho seus dias com a banda e até tem esperanças de um dia vê-los juntos novamente para caridade.

“Meu sonho é ter a formação original do Guns N’ Roses colocando suas diferenças de lado e se reunindo, mesmo que apenas por um dia, e tocar um set", ele escreve. "Eu acredito, de coração, que eles voltarão um dia. Eu só teria que pedir de forma educada.”

Traduzido por Perfect Crime
Fonte: nypost.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário