Dizzy Reed: "A ética de trabalho de Axl me contagiou" | GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Dizzy Reed: "A ética de trabalho de Axl me contagiou"

quinta-feira, 7 de março de 2013

Dizzy Reed: "A ética de trabalho de Axl me contagiou"


O site “The Maitland Mercury” recentemente conduziu uma entrevista com o tecladista do Guns N' Roses, Dizzy Reed. Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

The Maitland Mercury: Quando o Guns N' Roses lançou "Use Your Illusion I" e "Use Your Illusion II", simultaneamente, em 1991, se tornaram a maior banda de rock do planeta. Quais são suas lembranças mais fortes dessa época?
Reed: Definitivamente tive de me beliscar de vez em quando para ver se eu estava sonhando. Mas eu os conhecia antes mesmo de ter assinado e Axl tinha falado sobre me ter na banda desde muito cedo e, depois os vi se tornarem gigantescos, e sempre perguntava se isso realmente iria acontecer. Mas ele é um homem de palavra e, quando eles estavam prontos para começar a gravar as músicas e os álbuns ele me ligou e recebi um telefonema uns dias depois de Del James, que estava montando o comunicado de imprensa, e disse: "Parabéns, você está no Guns N' Roses". Quando entrei para a banda, fretaram este jato que usamos para voar por toda parte durante aqueles três anos. Então eu excursionei com a maior banda por três anos e um dia estava sentado com alguns caras da equipe e todos foram contando histórias de ônibus - histórias sobre coisas que aconteceram no ônibus [turnê]. Chegaram para mim e disseram, "Vamos lá, Dizzy, quais são algumas de suas histórias de ônibus?" e eu disse: "Eu nunca estive em um ônibus." Mas, quer saber?. Eu estive em uma porrada de ônibus desde então. Eu prefiro hoje em dia - Eu gosto de estar no ônibus e viajando pela estrada.

The Maitland Mercury: Foi relatado que Axl escreveu muito material novo. Quando poderemos ouvir algo?
Reed: Há muito material nos arquivos e muitas ideias em que estamos trabalhando. Todos tem enviado material um ao outro, e há muita coisa pronta para sair. Quando estivermos prontos para dar esse passo, isso irá acontecer. Será mais rápido do que o último álbum, vamos colocar dessa maneira.

The Maitland Mercury: Como é trabalhar com Axl em composição de músicas?
Reed: Sabe, eu realmente não posso imaginar como seria não fazer música do jeito que ele faz. Trabalhar com ele me ensinou muito. Ele é um pouco perfeccionista, eu acho. Por isso sempre traz o melhor de todos que está trabalhando lá [no estúdio]. Você precisa de alguma tensão para fazer as melhores gravações que você pode fazer. É fácil fazer algo que soe foda e simplesmente lançar isso e dizer: 'Ei, ali está. Fizemos'. Mas tudo deve ter uma segunda volta - ou três - para ter certeza de que está certo. Acho que a ética de trabalho de Axl realmente me contagiou.

The Maitland Mercury: Há muitos equívocos por aí sobre o que Axl é como pessoa?
Reed: Absolutamente. É claro. Infelizmente, no mundo em que vivemos - especialmente hoje - negatividade vende. Isso é tudo que as pessoas querem saber. Quando você chega ao topo todos querem te derrubar. As coisas sempre foram assim. Se você pegar alguém e mostrar todas as coisas negativas sobre ela - muitos delas falsas ou exageradas - então você não vai pensar muito bem dessa pessoa. Portanto, há equívocos, definitivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário