Advogados de Axl Rose e Irving Azoff marcam data para acordo | GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Advogados de Axl Rose e Irving Azoff marcam data para acordo

terça-feira, 12 de abril de 2011

Advogados de Axl Rose e Irving Azoff marcam data para acordo



   De acordo com a Beverly Hills Courier, Axl Rose e Irving Azoff  vão continuar os seus esforços de mediação para resolver disputas processuais. Durante uma breve audiência em Los Angeles sob a jurisdição da juiza Rita Mille da Corte Superior, os advogados de Axl Rose e Irving Azoff  disseram que pretendem se reunir com o mediador, um juiz aposentado, em 25 de abril. O julgamento está marcado para o dia seguinte.

   Irving Azoff processou Axl Rose em de março 2010,alegando que o músico deve a sua empresa, a Front Line Management, mais de US $ 1,8 milhões de doláres em comissões não pagas quebrando um acordo verbal onde pagaria 15 por cento dos ganhos da turnê Chinese Democracy em Taipei, Seul, Japão, Canadá e América do Sul.

   Axl Rose  respondeu com outro processo  alegando que Azoff tentou intimidá-lo a fazer uma turnê com os antigos membros da banda. De acordo com The Pulse of Radio Axl disse que Azoff fazia de tudo para sabotar a versão atual do Guns depois que ele disse 'NÃO' a idéia da reunião.Axl afirma que Irving : "elaborou e tentou implementar um plano secreto para que a atual formação do Guns N' Roses fracassasse, deixando Axl sem outra alternativa senão se reunir com os membros originais da banda. Ao perceber que ele não poderia intimidar Axl Rose, renunciou e abandonou o Guns N’ Roses na véspera de uma grande turnê, portanto as comissões ele não ganharia, pois já não tinha o direito de receber." A ação também alega que Azoff usou o nome real de Axl Rose, William Bailey,em seu processo,pois "carrega danos emocionais significativos da infância de Rose".

   Em outubro de 2010, Azoff apresentou uma resposta oficial às acusações de Axl Rose. Declarando 14 defesas afirmativas às reivindicações de Rose. Violou o dever fiduciário, cometeu fraude construtiva e violou um contrato. Segundo o The Hollywood Reporter, Azoff em sua resposta afirma que Rose "é impedido pelo estatuto de limitações, houve uma renúncia; Houve um acordo e satisfação; que Rose consentiu em ações para Azoff; que Rose falhou ao tomar medidas razoáveis para mitigar o dano; e que qualquer dano que veio a Rose deveu-se ao cantor por sua própria negligência, fraude ou má conduta".

Fonte: Blabbermouth

Um comentário: