Steven Adler: Slash e Duff não acreditam que eu esteja sóbrio | GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site GNR Fans - Guns N' Roses Fan Site: Steven Adler: Slash e Duff não acreditam que eu esteja sóbrio

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Steven Adler: Slash e Duff não acreditam que eu esteja sóbrio


O baterista Steven Adler foi recentemente entrevistado por Eddie Trunk em seu programa de rádio de Sirius/XM. Ao ser perguntado se sabia algo sobre a possível reunião da formação clássica do Guns N' Roses, o músico disse não saber de nada e comentou que não foi procurado por nenhum de seus ex-companheiros de banda.

"Não sei de nada. Mesmo se estivesse acontecendo, Slash não me diria nada, porque ele sabe que fico empolgado e que provavelmente diria algo antes do que eu deveria. Eu seria o último a saber."

Adler, que foi demitido do Guns N' Roses em 1990 por causa das drogas, revelou que o motivo de não estar a par dos acontecimentos relacionados a uma reunião se deve ao fato de não ter convencido Slash e Duff Mckagan de que está sóbrio.

"Eu amo esses caras e sempre os amarei, mas Duff, ele não acha que eu seja um cara legal. Isto é o que as pessoas me dizem. Que ele não me acha um cara legal e um grande baterista. E Slash, ele não acredita que eu esteja sóbrio há 21 meses e 21 dias. Ele não acredita. Não sei por que, mas esqueceram que em um momento de suas vidas, também estavam usando drogas e álcool. Duff está sóbrio há 20 anos ou mais, Slash tem uns 11 ou 12 anos e eu tenho 1 ano, 9 meses e 21 dias. Então, todos temos um tempo diferente. Estou grato que consegui."

"Eles não me acham legal, não acreditam que posso tocar bateria e que estou sóbrio. De certa forma, Duff tem o direito mas, como eu disse, ele se esqueceu de onde veio também. Fizemos alguns shows juntos no Japão em 2013. Duff convidou ADLER [banda de Steven] para abrir e eu ainda estava bebendo. Quando cheguei ao aeroporto fui direto para o bar e comecei a tomar umas doses de Jäger. Durante toda a viagem eu estava doente e confuso. E você sabe, Duff está sóbrio e é muito crítico. Ele se esqueceu de onde veio. Ele estava muito chateado e com raiva de mim. Digo, a parte de tocar e fazer os shows foi tudo bem, mas todo o resto ... Eu meio que estraguei tudo e dei a chance dele dizer, 'Bem, ele não é legal e não é tão bom'. Mas parei de fazer isso. Eles pararam de fazer isso. Só porque pararam antes de mim não os fazem melhor. Somos todos pessoas que têm problemas de dependência. Só consegui controlar isso mais tarde na vida do que eles fizeram".

De acordo com o músico, ele ainda tem contato com Slash mas não conseguiu encontrar com ele. "Eu estou sempre tentando levar Slash ao Crossroads, este restaurante vegan. Digo a ele, 'Pegue sua namorada e venha encontrar eu e minha esposa'. E ele diz, 'Ehh, eu não posso. Eu estou trabalhando'. E eu, 'Você precisa ficar mais em casa. Só Venha me encontrar. Vamos tomar uma xícara de café'.

Questionado se é verdade que se mataria caso o Guns N' Roses se reunisse sem ele disse, "Sentiria vontade de me matar mas não faria. Provavelmente eu os mataria (risos). Porque se eu não posso participar da reunião, eles também não podem".

Nenhum comentário:

Postar um comentário